1 de julho de 2016

Um emaranhado de coisas...

São tantas coisas. Tantas, que tenho que fazer, e que ao mesmo tempo que não sei o qui fazer. Estou tão perdida e cansada. Queria poder ficar no meu quarto, deitada na minha cama debaixo das cobertas, só com os meus fones de ouvidos escutando as minhas músicas preferidas. Queria poder fugir um pouquinho si quer desta rotina, destas obrigações, desses sentimentos... Sentimentos que borbulham dentro de mim, como panela com água fervente. Tantas coisas mudaram e estão mudando. Pessoas estão entrando e algumas que achava que nunca iriam embora, se foram. Meu coração voltou a palpitar mais forte por um "talvez" amor. Meus sentimentos em relação a isso também estão confusos, um dia é uma coisa, no outro já não é mais. Imagino várias coisas entre nós... neste exato momento estou ouvindo uma música que lembra está pessoa, e ao mesmo que é bom, também é ruim, por não saber o qui vai acontecer.

Minha vida está assim, um ponto de interrogação enorme? Não sei o qui fazer. As coisas que me davam prazer, que me estimulavam, deixei de lado ao começar a trabalhar. O blog está parado a mais de um mês. Os meus projetos pessoas também. Minhas leituras e estudos estão todos parados. Preciso de um estímulo para voltar a fazer o que gosto. O meu emprego não pode me consumir desse jeito. Acordo pensando em ir trabalhar, chego do trabalho, durmo e, no dia seguinte a mesma coisa. Os meus únicos dias de alívio são os de folga. Não imaginei essa vida pra mim. Sei que essa é a vida de adulto, cercada e responsabilidades e afazeres, mas não quero só isso. Não quero que a minha vida seja só trabalho, casa, e obrigações a serem cumpridas. Quero mais, quero viver, não só existir. Quero uma coisa que me faça sentir o coração encher de calor, de vontade, de ir e fazer. Quero poder acordar todos os dias e dizer vamos pra mais um dia, mas dizer com vontade, aquela vontade que vem de lá de dentro e que te leva. Eu quero a minha vida, não esse marasmo. Que fique bem claro que não estou reclamando,do meu trabalho, sei que a situação do país está muito difícil e vejo isso todos os dias, pessoas indo onde eu trabalho entregar currículo, e sou eternamente grata por terem me dado está oportunidade. Só estou dizendo que não posso viver a minha vida inteiramente em função do meu trabalho. Vou para lá, faço o que tenho que fazer e tchau. Estou dizendo, que tenho que ter uma vida fora de lá, e isso eu não estou tendo.

Quero voltar fazer as coisas que gosto. As coisas simples que me enchiam de prazer de vontade de viver. Não posso deixar meu trabalho me consumir desse jeito. Que me impossibilita de fazer as coisas que gosto. Preciso começar a tomar controle da minha própria vida. Não é fácil, todas as noites penso em fazer isso, mas todos os dias pela manhã acontece a mesma coisa, nada.Tá tudo muito confuso aqui dentro. Um emaranhado de emoções, de sentimentos que não sei o qui fazer. Acho que preciso o tirar um tempo pra mim. Me encontrar comigo mesma, voltar a ter um pouquinho de paz aqui dentro. Não estou bem, espero que isso passe logo. Espero que compreendam esse sumiço repentino meu daqui do blog. O Quem Sou Eu? Não vai acabar, ele só está esperando eu me arrumar direitinho aqui, pra mim poder arruma-lo. Não sei quanto tempo isso aqui dentro vai durar, mas fico feliz em saber que existe o Quem Sou Eu? Onde eu posso desabafar, sem ficar fingindo sentimentos ou sorrisos falsos, onde eu posso ser que eu sou. E se ainda tiver alguém ai do outro lado, lendo este texto, espero que me compreenda, e muito obrigada por ainda estar aqui.

Texto escrito no dia 27/06/2016, Marina.

2 comentários:

  1. Olá, Mari!
    Essas fases da vida são bem confusas mesmo. E é tão frustante a gente imaginar mil e uma coisas antes de dormir e na manhã seguinte... "deixa pra lá".

    Valorize seu trabalho, mas realmente não deixe sua vida ser só isso. Dê uma pausa (nem que seja de alguns minutos), respire, retome o fôlego e faça acontecer! Vai dar tudo certo!

    •ENTRETANTO• | INSTA | FACE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Jul, muito obrigada pelo seu cometário. Estou tentando fazer isso, viiu. Respirar fundo e acreditar que vai ficar tudo bem.
      Muito Obrigada pelo seu cometário minha flor <333333333
      Bjsss *---*

      Excluir